domingo, 14 de outubro de 2007

Aprender... O Valor da Experiência e do Conhecimento...

1 comentário:

Isabel Moio disse...

Há uns meses atrás fiz uma daquelas incursões na Internet como quem procura tudo e nada em concreto. Se pretendesse ir novamente aos sítios onde fui e às portas pelas quais entrei, já não sabia reestruturar o caminho.
Foi então que nesse deambular (não como Cesário Verde, o poeta do olhar, numa postura descritiva em finais do século XIX, mas em plena tecnologia do século XXI) encontrei uma tabela que estabelecia uma comparação entre a aprendizagem tradicional e a aprendizagem colaborativa. Na aprendizagem tradicional, o aluno é “uma garrafa a encher”; na aprendizagem colaborativa, “uma lâmpada a iluminar”.
Assim, a aprendizagem tradicional apela à memorização, a uma atitude reactiva e passiva do aluno e, por conseguinte, a uma aprendizagem em solidão. Se imaginarmos uma placa equatorial, no outro pólo tem lugar um processo de transformação e uma atitude pró-activa e de pesquisa que conduzem a uma aprendizagem em grupo tendo como contexto um ambiente de aprendizagem.
Deixando esta leitura de professor/aluno e aplicando-a à realidade tangível do Processo RVCC, poder-se-á afirmar que o Dossier Pessoal e o Portefólio representam os instrumentos essenciais que permitem transformar os Adultos dos nossos Centros em “lâmpadas” mais competitivas e luminosas, em ideias que (re)nascem! Se assim não for, estaremos a criar os alicerces de uma sociedade estática e, de certa forma, amorfa... estaremos apenas a “encher garrafas”... Estes princípios, por outro lado, aproximam-nos do Construtivismo – premissas que se coadunam com a (inter)acção de cada Adulto com a Sociedade na qual se encontra inserido, na qual se (auto)constrói e se desenvolve!

Isabel Moio