sábado, 4 de abril de 2009

Registos, Júris e Equipas...

Ao ler os Portefólios de muitos adultos registo que, reconhecer competências, deve ser um exercício de reconhecimento social do valor da vida enquanto caminhada para a aprendizagem individual e colectiva de cada um dos adultos que se encontram a procurar terminar um nível de qualificação. Esse reconhecimento social é tão relevante como o próprio processo de RVC em si mesmo.

Uma conversa com a equipa do Centro Novas Oportunidades da Escola Secundária Inês de Castro levou-me a conhecer um pouco mais as actividades que esta equipa tem vindo a desenvolver. Tenho a destacar a equipa de formadores que, pela sua experiência, tem uma abordagem ao processo de RVC muito positiva e centrada na qualidade. Destaco o crescimento necessário e consolidação de práticas a realizar que, com a qualidade dos elementos da equipa, será conseguida se sustentada em processo de consolidação sistematizada das práticas implementadas.

Tenho também a destacar o trabalho realizado pela equipa do Centro Novas Oportunidades da Escola Secundária da Anadia. O trabalho de adequação de uma equipa a um desafio, como o que este centro aceitou com uma parceria com uma empresa, a Socertima, resultou num desafio muito positivo. Um desafio para uma equipa recentemente formada que tem crescido na sua capacidade de adaptação, adequação e apropriação do espírito do processo de RVC. Para eles vai o meu reconhecimento de um trabalho cada vez mais interessante e de qualidade.

Estive presente num júri do Centro Novas Oportunidades da Escola Secundária da Gafanha da Nazaré. Tenho, sobre os júris em contexto/local de trabalho dos adultos sempre o receio que se colem a um modelo muito centrado num processo de reconhecimento de competências profissionais. No entanto, a visita ao Porto de Aveiro, que realizei para um júri resultou numa mostra de competências em contexto que tornaram a leitura de algumas evidências muito mais clara, quer para mim enquanto Avaliador Externo, quer para a equipa de formadores. Parabéns aos adultos e à equipa pelo trabalho realizado.

Por convite da equipa do Centro Novas Oportunidades da Escola Secundária de São Pedro do Sul, centro que no Mês de Abril estará em destaque neste blog, estive presente na primeira sessão de júri deste centro. Tenho a destacar a forma como o trabalho realizado pela equipa resultou numa valorização pessoal efectiva dos adultos e o reconhecimento social do processo de RVC no contexto de retorno à aprendizagem e qualificação para muitos adultos. Quando assim é o resultado do trabalho, que neste caso é de qualidade e rigor, torna-se evidente e capaz de promover mudança de várias pessoas face à aprendizagem, formação e formação ao longo da vida. Parabéns aos adultos e à equipa pelo trabalho realizado.

Estive ainda, no final do Encontro sobre o processo de RVCC organizado pelo Centro Novas Oportunidades da Escola Secundária da Gafanha da Nazaré. Foi muito agradável rever equipas que fazem parte da minha rede de trabalho, assim como, de amizade. Pelo que me foi dado a entender este encontro foi muito positivo pela troca de práticas entre centros e pela transferência de experiências entre equipas.

Reitero os parabéns às equipas pelo trabalho realizado e principalmente a todos os adultos que terminaram os seus processos. Parabéns!

1 comentário:

IM disse...

Já não nos encontrémos, então!
Mas foi, sem dúvida, um momento de trabalho em Equipa que promoveu a mobilização de opiniões e o crescimento/enriquecimento profissional. É de louvar estes encontros que permitem uma troca mais próxima e informal de ideias e até de sentimentos. De alguma forma, cultivamo-nos e crescemos sempre um pouco mais através destes momentos de reflexão.

Até breve!