sábado, 19 de setembro de 2009

Enaltecer as vidas...

"É um livro que, mais do que contar histórias, enobrece o valor das vidas", foi assim que Inácio Canto e Castro definiu o livro apresentado hoje, no Museu do Oriente, que reúne 70 testemunhos de adultos abrangidos pela Iniciativa Novas Oportunidades e que é reprsentativo dos cerca de 950000 portugueses que se encontram a frequentar os mais diversos processos de aprendizagem. 1 Milhão de Novas Oportunidades pretende enaltecer o esforço, a dedicação e o empenho de todos os que decidiram agarrar uma nova oportunidade de investir na aprendizagem ao longo da vida. É um livro que, nas palavras de Maria do Carmo Gomes, Vice-Presidente da Agência Nacional para a Qualificação, representa a "diversidade dos percursos de vida e de qualificação que existe na base de um autêntico movimento social".
Um dos momentos mais emotivos da tarde foi o testemunho do autor do livro, visivelmente feliz com o seu resultado e com toda a experiência, que lhe permitiu conhecer histórias de vida que certamente marcaram também a sua. Os testemunhos de três dos adultos retratados neste projecto envolveram todos os presentes e tiveram como ponto comum dois aspectos: acreditar em si próprios e o esforço que os seus processos de aprendizagem lhes exigiu. Dos três testemunhos, realço sobretudo o de Luís Manuel Oliveira que, com simplicidade, nos deixou a todos comovidos com a força da sua mensagem: "a distância entre o possível e o impossível depende, unicamente, da nossa determinação".
Para terminar, o Presidente da ANQ, Luís Capucha, lançou um desafio aos adultos, o de criarem uma associação de antigos formandos da Iniciativa Novas Oportunidades, cujo principal objectivo seria a promoção da aprendizagem ao longo da vida. Fica lançado o repto, espera-se a concretização!

Ficam algumas imagens de uma tarde especial, cujos principais actores foram os adultos, os principais rostos desta Iniciativa.


2 comentários:

AdSL disse...

Resumiste muito bem o espírito daquela tarde. Apreciei especialmente o momento nobre e rico de poesia que nos ofereceu Inácio Canto e Castro.

Mafalda Branco disse...

É verdade, Anabela, foi sem dúvida um dos momentos mais bonitos de toda a Cerimónia. Também fiquei comovida.