segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Livro recomendado: Portefólio - Uma Escola de Competências

"Sendo quase unânime a importância que uma formação orientada para o desenvolvimento de competências pode assumir na educação escolar, a verdade é que se tem verificado uma certa dificuldade para passar da teoria à prática. Nesse quadro, Portefólio: Uma Escola de Competências surge como um excelente recurso de apoio às práticas dos professores.
Está construído segundo uma organização que permite a cada um dos leitores confrontar as suas opiniões com as razões apontadas pelas autoras para fundamentarem o recurso a portefólios na formação quer de alunos quer de professores e, simultaneamente, encontrar sugestões para passar do discurso do saber ao discurso do fazer."
In: FNAC

1 comentário:

Isabel Moio disse...

Foi no 3º passo do meu percurso académico que fui sensibilizada (por quem tão bem soube fazê-lo) para a leitura deste livro. Na altura tive a necessidade de lê-lo como objecto de posterior avaliação, numa prova escrita. Hoje, releio-o como forma de crescimento profissional e pessoal.
A página 19 abre-se tanto em perspectivas como em dúvidas, no meu ponto de vista: afinal operacionalizar um Portefólio (no seu sentido dinâmico) não é uma tarefa linear e sequencial...
Extraio do prefácio uma frase na qual sublinho a palavra nuclear no Processo RVCC (competências): "sendo sabido que as competências se reportam à própria pessoa, às suas habilidades, aos seus saberes tácitos e à sua capacidade para desenvolver a inteligência no agir, põe-se o problema de saber como criar situações que se centrem na pessoa em formação e não na pessoa do(a) formador(a)".
Mas porque as páginas seguintes deixam passar uma leitura interessante... não poderia deixar de transcrever a imagem de um portefólio como uma "radiografia" e uma "memória de um percurso e de um saber".
Não deixo, porém, de equacionar as directrizes segundo as quais poderá reger-se a construção de um Portefólio no âmbito do Processo RVCC... sendo garantido (creio) que tal tarefa requer dedicação, empenho, responsabilidade, autodidáctica e autonomia como ingredientes de fermento intelectual no sentido de fazer vingar o produto final que de forma alguma culminaria nas páginas em que é construído!

Isabel Moio